Artes

(Tempo para leitura: 4 minutos)
OS discos, item comumente usado em marcenaria, empresas de usinagem, empresas que lidam com polimento, acabamento, serralheria, e diversas outras empresas, é um dos carros chefes da importação, e é sobre ele que vamos falar agora.

Falta de indústria nacional
A indústria nacional é pequena na fabricação dos discos. É uma produção insuficiente não vantajosa. Por isso, desde a década de 90, diversos importadores começaram a importar discos da China. Hoje em dia, até de outros países, mas o chinês ainda é o principal fornecedor. Além da larga escala produtiva, a fábrica na China tem alta demanda interna desse item, o que possibilita que o próprio insumo de fabricação custe pouco. Soma-se essa cadeia logística competitiva a falta de indústria nacional suficiente, forma-se aí o cenário ideal de importação.

Da importação destes itens
A família de discos é bem vasta. Diversas aplicações, modelos e tamanhos estão disponíveis para o importador. Em todos eles, há possibilidade de estampar sua própria marca na etiqueta do disco, o que agrega valor e diferencia o produto no mercado. Além disso, por ser um item compacto, a logística também é interessante. É possível importar muitos discos em um único pallet, ou numa única caixa. Os grandes importadores movimenta milhões de discos por embarque, mas hoje em dia, esse negócio ficou tão interessante que importadores de médio porte estão investindo, já que trata-se de item de recorrência e de investimento baixo, se comparado a outros itens importados.

Dicas para importar
As dicas principais são as mesmas de uma importação tradicional. Comece desenvolvendo um fornecedor qualificado e que tenham mais de uma grade de qualidade. Assim você pode trabalhar com até duas linhas de produtos diferentes. Tenha em mente que o mercado brasileiro consome os dois tipos. Utilize de amostras e audite seu fornecedor para evitar problemas. Customize seu produto, assim você agrega valor a ele. Importe um mix de medidas de discos e tipos variados. Tente juntar a importação dos discos com outras, assim, você diluirá os custos fixos de importação entre todos eles, já que o disco tem baixo valor agregado.

Créditos da foto: Photo by Adi Goldstein on Unsplash
Retirado e baseado de blog da EMME

Tem dúvidas ou quer saber mais? Fale agora mesmo conosco pelo botão do WhatsApp.

EN: If you want to read this article in English, click on the link and choose the option “English” on the language button on our website.
ES: Si desea leer este artículo en español, haga clic en el enlace y elija la opción “Español” en el botón de idioma de nuestra pagina web.

Compartilhar:

Similar Posts

Leave a reply

required*